Pular para o menu
1432151814
30º CEPETRO-RN

Total repúdio à repressão no Paraná e ao machismo na Câmara Federal

Petroleiros aprovaram moções endereçadas ao Governador do Paraná e dois parlamentares

20 de maio de 2015 às 16:56

Por unanimidade, a plenária do 30º Congresso Estadual de Petroleiros e Petroleiras do Rio Grande do Norte – 30º CEPETRO-RN, realizada em 16 de maio, no auditório do Parque da Cidade, em Natal, aprovou moções de repúdio endereçadas ao governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), e aos deputados federais Roberto Freire (PPS-SP) e Alberto Fraga (DEM-DF).

Ao chefe do Executivo paranaense, por ter mandado reprimir manifestação promovida por professores da rede estadual de ensino, em 29 de abril, produzindo mais de 300 feridos. Aos parlamentares, pela agressão e ameaças à deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), durante sessão realizada na Câmara Federal, em 6 de maio.

Veja, a seguir, o conteúdo das moções aprovadas pelos petroleiros e petroleiras... 

 

Moção de Repúdio ao Governador do Paraná, Beto Richa (PSDB)

Moção de Repúdio ao Governador do Paraná, Beto Richa (PSDB)

 Os delegados e delegadas presentes ao 30º Congresso Estadual dos Petroleiros e Petroleiras do Rio Grande do Norte – CEPETRO-RN – reunidos em Natal, em 16 de maio de 2015, manifestam o seu mais veemente repúdio a atitude bestial e covarde do governador do Estado do Paraná, Beto Richa (PSDB), que mandou reprimir uma legítima manifestação promovida por professores da rede estadual de ensino, em 29 de abril último. A truculência do aparato policial-militar, que utilizou bombas de efeito moral, spray de pimenta, balas de borracha e gás lacrimogêneo para conter a manifestação, transformou o centro de Curitiba numa verdadeira praça de guerra, produzindo três centenas de feridos. O fato revela o verdadeiro grau de compromisso do governante – e de todas as forças políticas que o apoiam – com as liberdades e os direitos do povo. Os petroleiros e petroleiras norte-rio-grandenses consideram o episódio uma ofensa ao Estado Democrático de Direito e uma afronta à livre manifestação da cidadania.

 

Moção de Repúdio aos deputados Roberto Freire (PPS-SP) e Alberto Fraga (DEM-DF)

 Os delegados e delegadas presentes ao 30º Congresso Estadual dos Petroleiros e Petroleiras do Rio Grande do Norte – CEPETRO-RN – reunidos em Natal, em 16 de maio de 2015, manifestam o seu mais veemente repúdio aos deputados federais Roberto Freire (PPS-SP) e Alberto Fraga (DEM-DF) que agrediram e ameaçaram a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ), em sessão da Câmara Federal, realizada em 6 de maio último. O deputado Roberto Freire segurou o braço da deputada e o jogou para trás e, em seguida, o deputado Alberto Fraga afirmou, em alto e bom som, que “mulher que participa da política como homem, tem que apanhar como homem”. As mulheres são maioria do eleitorado, mas ainda estão sub-representadas na política, sendo menos de 10% no Congresso Nacional. E, exatamente por isso, que é inadmissível que a violência contra a mulher e o machismo sejam reproduzidos, exatamente, no espaço que deveria combatê-los.

Compartilhar: