Pular para o menu
1415820114
Alban Engenharia

Trabalhadores acatam proposta e encerram campanha

Para SINDIPETRO-RN proposta poderia avançar mais, entretanto, obteve conquistas relevantes

12 de novembro de 2014 às 16:21

destaque

Foto: Deivson Mendes

Sem grandes comemorações os trabalhadores da Alban Engenharia aprovaram a contraproposta da Empresa para o Acordo Coletivo de Trabalho 2014/2015. No documento, a Terceirizada oferece apenas 5% de reajuste salarial, bem abaixo do valor reivindicado pela categoria, que consistia na reposição das perdas da inflação acumulada, segundo o ICV do DIEESE, equivalente a 6,73%, mais 10% de ganho real.

Mesmo considerando que a proposta não atende às reivindicações salariais da categoria, o SINDIPETRO-RN entende que há avanços no documento, o que explica a votação tão dividida. Aproximadamente 55% dos trabalhadores optaram pela aprovação e o restante rejeitou. Ninguém se absteve nas assembleias, que aconteceram de 4 a 6 de novembro nas bases de Riacho da Forquilha, Lorena, Canto do Amaro, Base-34 e Fazenda Belém.

No vale-alimentação, por exemplo, um reajuste de cerca de 10% foi conquistado para os trabalhadores que desempenham suas atividades na base-34, passando a R$ 250. Já o pessoal do campo, agora, também passa a receber o benefício, mas no valor de R$ 80. Gozarão do vale, ainda, afastados por acidente de trabalho, auxílio-doença ou licença-maternidade. O valor dependerá do regime de trabalho em que o funcionário desempenha suas tarefas.

Vale frisar que a diferença entre os montantes do auxílio para aqueles que trabalham no regime administrativo e no de campo se justifica pelo fato de que estes recebem almoço no local de trabalho. A empresa informou, ainda, que os valores retroativos serão depositados em parcela única em de janeiro de 2015.

Compartilhar: