Pular para o menu
1435329504
Central Resources

Trabalhadores aprovam contraproposta para novo Acordo Coletivo de Trabalho

Assembleia também autoriza desconto de Taxa Assistencial para fortalecimento do Sindicato

26 de junho de 2015 às 11:38

destaque

Foto: Deivson Mendes

Após duas rodadas de negociação envolvendo a Gerência de RH e o SINDIPETRO-RN, os trabalhadores da Central Resources decidiram aprovar a última contraproposta da empresa para o Acordo Coletivo de Trabalho – ACT 2015/2016. Conduzida pelo diretor Pedro Idalino e pelo assessor Aldeirton Pereira, a assembleia deliberativa foi realizada na última quarta-feira, 24, na sede da Empresa, no município de Areia Branca.

Com data base em 1º de maio, o novo Acordo garante reajustes nas cláusulas econômicas e cumprimento integral das demais, firmadas no ACT em vigência. A contraproposta aprovada estipula um piso salarial no valor de R$ 1.284,54 e reajuste salarial de 8,35%, defendidos pela categoria e o Sindicato, com base no índice de inflação calculado pelo DIEESE.

Já o vale-refeição subiu de R$33,00 para R$35,50, e o vale-alimentação mensal que era de R$600 passa a ser R$650,10. Segundo a Central Resources, o valor retroativo será pago no mês seguinte ao da assinatura do Acordo entre a Empresa e o Sindicato. A CR também acatou a solicitação dos trabalhadores em extinguir o desconto de R$ 1,00 referente à coparticipação no plano de saúde e odontológico.

Segundo o dirigente sindical, Pedro Idalino, o novo ACT contempla a pauta reivindicada pelos trabalhadores. “As negociações se mantiveram ativas graças ao empenho do Sindicato e da categoria, que buscaram um Acordo mais justo”, afirmou. O diretor também manifestou sua expectativa com relação ao futuro, avaliando que “será possível avançar ainda mais nos próximos acordos e nas demandas apresentadas pela categoria, se nos mantivermos unidos, contando com o apoio, a participação de todos, e uma mais conjuntura favorável”.

Taxa Assistencial – Na assembleia que autorizou a assinatura do novo ACT, os trabalhadores da Central Resources também aprovaram o recolhimento de uma taxa assistencial solicitada pelo Sindicato. Com essa decisão, será descontado um valor correspondente de mais 1% do salário básico dos trabalhadores sindicalizados e 3% para os não sindicalizados. Em ambos os casos, os valores deverão ser descontados de única vez, a partir da vigência do novo ACT, como forma de contribuição para o fortalecimento das atividades sindicais. 

Compartilhar: