Pular para o menu
1423668931
Setor Privado

Trabalhadores da ELFE discutem possíveis paradas de advertência

Diretores da empresa voltam atrás em decisão e desistem de apresentar proposta de PLR

11 de fevereiro de 2015 às 12:35

destaque

Foto: Deivson Mendes

Desapontados com o retrocesso nas negociações sobre a PLR por parte da ELFE Engenharia, os trabalhadores e trabalhadoras da empresa realizaram diversas assembleias esta semana, em todas as bases que estão alocados, e já pensam em parar as atividades após o carnaval.

Até o final de janeiro o benefício estava mantido e pronto para votação com a categoria. Porém, há alguns dias a Empresa voltou atrás no seu discurso e alegou não ter faturamento suficiente para pagar o benefício aos funcionários. 

Na opinião do diretor sindical, Pedro Idalino, isso é uma falta de respeito com os trabalhadores e também de planejamento orçamentário da empresa. Segundo Pedro, “a categoria estava atenta e aguardando o prazo final dos 90 dias solicitado pela Empresa, após a assinatura do ACT–2014/2015, no qual apresentaria a proposta e as metas para atingi-la”.

O diretor explica que a proposta negociada em janeiro, mantinha valores entre R$ 220,00 a R$ 720,00 para o beneficio. No entanto, já no dia 3 de fevereiro durante uma videoconferência, o gerente do RH da Elfe, Carlos Maurício, afirmou que não teria dinheiro em caixa. Mesmo com esse argumento, Pedro apresentou uma contraproposta solicitando valor mínimo da proposta anterior (R$ 220,00), mas até o momento a empresa não se posicionou.