Pular para o menu
1396975189
SETOR PRIVADO

Trabalhadores da Empercom entram em greve cobrando pagamento de salários

Empresa vem desrespeitando direitos trabalhistas continuamente sem que a Petrobrás tome uma atitude efetiva

08 de abril de 2014 às 13:39

destaque

Foto: Arquivo

Trabalhadores e trabalhadoras da Empercom estão em greve por tempo indeterminado. O movimento foi deflagrado nesta terça-feira, 8 de abril, em protesto contra o atraso no pagamento dos salários, referentes ao mês de março. Os empregados decidiram só retornar às atividades quando a empresa quitar a dívida.

A Empercom vem atravessando uma grave crise financeira, mas os trabalhadores e trabalhadoras não podem arcar com os riscos do negócio. Os atrasos de salários e o descumprimento de cláusulas do Acordo Coletivo de Trabalho têm sido constantes. A prática desrespeitosa prossegue mesmo após terem sido realizadas diversas paralisações, cobranças do SINDIPETRO-RN e do Ministério Público.

A precarização das relações de trabalho é a principal marca da terceirização no setor petrolífero do Rio Grande do Norte e tudo segue acontecendo bem embaixo do nariz da Petrobrás. A Companhia, no entanto, não toma nenhuma providência para mudar o quadro de abuso e exploração e, muitas vezes, ainda age de forma a resguardar interesses das terceirizadas. 

 

Compartilhar: