Pular para o menu
1388832736
Setor Privado

Trabalhadores da Empercom seguem em greve por tempo indeterminado

Empresa continua sem pagar férias, tíquete-alimentação, produtividade e ajuda de custo 

04 de janeiro de 2014 às 07:52

destaque

Foto: Aldeirton

Os trabalhadores e trabalhadoras da Empercom voltaram a entrar em greve. O movimento teve continuidade no último dia 31 de dezembro e segue por tempo indeterminado, após ter sido suspenso em razão de uma decisão judicial, que declarou ilegal a greve, iniciada no último dia 23.

A Empresa segue sem pagar férias, tiquete-alimentação, produtividade e ajuda de custo, caracterizando o descumprimento do Acordo Coletivo 2012/2013, ainda em vigor. Sem previsão para receber o montante, os funcionários da Empresa da Base-34, Canto do Amaro e Fazenda Belém entenderam que a única forma de garantir o cumprimento dos respectivos direitos trabalhistas é a greve.

Os trabalhadores reivindicam, ainda, o cumprimento de promessas como o regramento da semana espanhola e o pagamento das rescisões dos demitidos. Somem-se a isto os descontos irregulares que foram executados pela Empercom referentes ao Plano de Saúde, além da falta de repasse dos valores descontados, a título de empréstimo consignado, à instituição financeira. 

Compartilhar: