Pular para o menu
1374002382
BJ/Baker

Trabalhadores rejeitam contraproposta da Empresa e cobram celeridade

Contraproposta ignorou reivindicações consideradas fundamentais e negociações estão se arrastando

16 de julho de 2013 às 16:19

Em assembleia realizada nesta quinta-feira, 11/07, às 18h30, na subsede do SINDIPETRO-RN, em Mossoró, trabalhadores da BJ/Baker decidiram rejeitar, por unanimidade, a contraproposta de Acordo Coletivo apresentada pela Empresa. Na oportunidade, também foi reafirmada a necessidade de que a BJ/Baker se posicione sobre a proposta originalmente encaminhada pela entidade, no dia 22 de março, pois são pautas reivindicadas há muitos anos, sem que a empresa as tenha considerado.

Ainda em 2012, o Sindicato manteve discussões com o Departamento Jurídico e com o de Recursos Humanos da BJ/Baker para tratar de diversas reivindicações. Naquele momento, os representantes da empresa se manifestaram positivamente, criando uma expectativa favorável com relação à incorporação de avanços no novo Acordo Coletivo. Assim, como essas demandas não foram contempladas na última proposta apresentada pela empresa, a direção do Sindicato repudia a omissão e cobra celeridade na retomada e conclusão das negociações, pois a data-base dos trabalhadores é o mês de maio. Além disso, o SINDIPETRO-RN espera que todas as cláusulas contemplem, indistintamente, e de forma igualitária, os interesses dos trabalhadores da BJ e da Baker.

Veja, a seguir, as propostas dos trabalhadores da BAKER/BJ aprovadas em assembleia realizada no dia 22 de março...

1-    Pagar todos Adicionais OFFSHORE E ONSHORE a que os trabalhadores têm direito sobre o salário básico, pois, hoje, a empresa só paga periculosidade e sobre aviso;

Os Adicionais são: Periculosidade: 30%; Sobreaviso: 26%; Adn: 26%; HRA: 32,5%; Confinamento: 26%. Todos esses trabalham embarcados.

2-    Reajuste de salário > Inflação medida pelo ICVDIEESE mais 10% de ganho real;

3-    Fim do regime misto, pois as atividades têm que ser regidas pela Lei 5.811: 7x7, 14x14 ou 14x21. O “regime misto” não existe na Lei;

4-    Tíquetes refeição e alimentação com valores iguais para todos os  trabalhadores (BAKER/BJ)  e que seja igual em todas as bases  da Empresa: Tíquete-refeição de 22 x 28,00 e tíquete-alimentação de 800,00;

5-    Bônus de embarque de 4 horas, para todos os operadores;

6-    PLR no valor de R$ 3 mil para todos, sem exceção e sem metas.

7-    Implantação urgente do Plano de Cargos e Salários;

8-    Retorno da política de méritos como forma de motivar os trabalhadores;

9-    Compromisso de pagamento em dobro de todos os feriados nacionais (dobradinha), estaduais e municipais para os trabalhadores operacionais que estiverem efetivamente trabalhando;

10- Equiparação salarial em todas as bases para os supervisores, técnico em manutenção e operadores;

11- Adm 40 horas, inclusive operacional;

12- Salário básico de R$ 1.600,00;

13- Extinção imediata do Banco de Horas, com quitação de todos os dias que os trabalhadores têm a receber no final do mês seguinte (BAKER);

14- Auxilio material escolar no valor de R$300,00 para os filhos até o ensino médio;

15- Auxílio educacional para os titulares e dependentes;

16- Anuênio de 5%;

17- Pagamento de horas extras de viagem a 100% sobre o salário bruto, quando os operadores forem trabalhar em outro Estado da Federação (percurso ou translado);

18- Pagamento do piso salarial dos engenheiros, de acordo com a lei nº 4950-a de 22 de abril de 1966;

19- Cesta Natalina no valor de R$ 400,00;

20- Auxilio combustível quando os trabalhadores estiverem trabalhando nas bases da Empresa (BAKER/BJ);

21- Horas extras para os supervisores quando estiverem embarcados, pois todos fazem jus. Em outras bases, este benefício já existe;

22- Horas extras pagas em dobro, quando os trabalhadores estiverem em sua escala de folgas e forem chamados para trabalhar;

23- Escalas de folgas em até três dias antes do embarque;

24- Todas as horas extras pagas a 120% sobre a renumeração dos trabalhadores;

25- Fim dos dias negativos, quando os trabalhadores estiverem em casa, sob dispensa da Empresa;

26- Manutenção de todas as demais cláusulas do ACT anterior.

Compartilhar: