Pular para o menu
1384972559
Tucker

Trabalhadores rejeitam contraproposta e fazem parada de advertência

Aumento real de salários e jornada de 30 horas são as principais reivindicações para o Acordo Coletivo

20 de novembro de 2013 às 15:35

Por avanços na proposta para a contemplação do Acordo Coletivo 2013/2014, os trabalhadores da Tucker Energy Services, que prestam serviços à Petrobrás em Mossoró, realizaram uma parada de advertência de 24 horas, na última quinta-feira, 21. A decisão foi tomada em assembleia, realizada no mesmo dia, a qual contou com a participação de 80% dos trabalhadores da Terceirizada, que aprovaram a atividade por unanimidade.  

A categoria rejeitou a última proposta de ACT, enviada pela empresa em 13 de novembro, e estabeleceu o dia 25 como data-limite para que seja feita uma nova proposição. Segundo os trabalhadores, o documento apresentado não contempla os pleitos requeridos, que tratam, principalmente, de aumento real de salários e cumprimento da jornada semanal de 30 horas. Este último, inclusive, já havia sido objeto de negociação em Acordos anteriores e não vem sendo cumprido. 

Outro ponto de conflito é o acúmulo de férias para alguns trabalhadores. “Tenho duas férias para tirar, mas a empresa ainda não informou quando isso será possível”, disse um operador.  O diretor do SINDIPETRO-RN para o Setor Privado, Manoel Assunção, denuncia “atraso de férias e no auxilio alimentação tem sido uma prática recorrente em Mossoró e região”. O Sindicato repudia esse tipo de exploração. “Tomaremos as medidas cabíveis”, informa o dirigente sindical.

De acordo com as normas da Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT, o atraso de férias é passível de multa no valor de um salário liquido referente à remuneração da função atribuída. 

Arquivos anexados
AnexoTamanho
PROPOSTA DA TUCKER (1).pdf566.86 KB
Compartilhar: