Pular para o menu
1317908206

Uma semana de pura música

06 de outubro de 2011 às 10:36

Certamente, onde quer que estejam, Tonheca Dantas, K-Ximbinho, Waldemar e Hianto de Almeida - principais nomes do RN ligados à música erudita - devem estar sentindo as vibrações da  edição 2011 da Semana da Música. Realizada pela Escola de Música da UFRN há mais de duas décadas, para apresentar a produção musical de alunos e professores, esta é a primeira vez que a iniciativa extrapola os muros da academia com musculatura suficiente para transformar Natal na capital brasileira da música clássica entre os dias 7 e 15 de outubro.

A assertiva não é nenhum exagero, pois a cidade entra definitivamente no calendário nacional com uma vasta e intensa programação que recebe 28 profissionais renomados nos circuitos nacional e internacional, além de agregar participantes de 16 estados do País.

As mais de 60 apresentações, todas gratuitas, irão se espalhar por escolas, shoppings, bares, casa de shows, universidades, abrigo de idosos e sede de projetos sociais da capital potiguar. A abertura acontece nesta sexta-feira (7), às 19h, no Norte Shopping, zona Norte.

O evento amplifica ações que vão desde encontros, duetos em sinfonias, sonatas, big bands e intercâmbio sonoro entre profissionais, estudantes e crianças (Semaninha Musical, com oficina de instrumentos).

"Com essa ampliação, a Semana da Música se consolida e ganha projeção nacional. Sem dúvida estamos vivendo um momento histórico", disse o professor Cipriano Maia, pró-reitor de Extensão da Universidade Federal, durante entrevista coletiva realizada na manhã de ontem na EMUFRN. Para o professor Zilmar Rodrigues, diretor da Escola de Música, é fundamental extrapolar os muros da universidade e ficar mais próximo da comunidade. "Finalmente estamos inseridos na agenda cultural da cidade", comemora.

Alicerçada em três eixos pedagógicos: oficinas itinerantes (master-classes) destinadas à alunos já iniciados; palestras abertas ao público; e atividades voltadas para crianças terem os primeiros contatos com a música durante a Semaninha de Música, o projeto investe não só na parte prática e teórica, mas, sobretudo e principalmente, na formação de plateia.

"Temos que considerar o legado intangível que a Semana da Música deixará para o público. Emocionar-se com música clássica é como ver neve pela primeira vez, uma sensação pode deixar marcas pelo resto da vida", aposta Amandy Araújo, coordenador da Semana da Música, professor universitário e músico. "A socialização do conhecimento é item fundamental para a consolidação do projeto", acredita Zilmar.

Questionado se há público para música clássica em Natal, o  violoncelista e professor Fábio Presgrave, coordenador artístico do evento, diz que tudo depende da oportunidade de acesso: "Um bom exemplo é o comparecimento em peso do público desde a reestruturação da Orquestra Sinfônica da UFRN. Falta o público ser provocado", garante.

Orçada em R$ 265 mil, a Semana da Música conta com patrocínio da Petrobras, através da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura, e da Secretaria de Ensino Técnico do Ministério da Educação - SETEC/MEC.

Convidados

A programação foi discutida junto aos estudantes e professores da Escola. "Cada um trouxe um nome de relevância artística e pedagógica",  disse Fábio Presgrave, coordenador artístico. Ele cita o exemplo de Darrett Adkins, é professor titular da Julliard School - a principal escola de música do mundo. "É raro a presença de qualquer professor da Julliard em festivais no Brasil, imagine em Natal. A oportunidade é única",disse.

Há professores das tradicionais escolas de música de Michigan, da Carolina do Sul. "Guillaume Bourgogne (diretor musical da Camerata Aberta e co-diretor artístico do grupo Cairn, de Paris) é convidado com frequência a eventos musicais em São Paulo.Mas não em Natal. Então procuramos mesclar essa importância artística e pedagógica".

A Semana da Música será aberta com apresentação da Orquestra Sinfônica da Escola de Música da UFRN no Norte Shopping (Zona Norte de Natal). Nos seguintes, sábado e domingo, recitais acontecem nos projetos sociais Conexão Felipe Camarão, Amico, Casa do Bem e Instituto Juvino Barreto.

Segunda e terça-feira, os recitais estacionam no auditório da Escola de Música da UFRN. Na quarta-feira tem início o Circuito Cultural Ribeira, com apresentações em seis casas de show do bairro da Ribeira. Entre quinta-feira e sábado, os recitais voltam à Escola de Música e encerram com concerto da Big Band formada pelos alunos das oficinas realizadas durante o evento.

Entre os concertos abertos ao grande público, haverá uma noite francesa. Será no sábado, dia 8. A parceria com a Aliança Francesa permitiu a realização de um recital-conferência com o pianista francês Philippe Cassard.

PROGRAMAÇÃO / O QUE ASSISTIR DE GRAÇA

» Sexta, 7

19h - Orquestra Sinfônica da UFRN, no Norte Shopping. Temas: Dimitri Cervo, Grieg, Willames Costa e Tonheca Dantas

» Sábado, 8
20h - Recital pianista Phillippe Cassard - com obras de Schubert, no auditório da Escola de Música, em parceria com a Aliança Francesa

» Segunda-feira, 10
20h - Recital com Paulo Martelli, Sérgio Barrenechea, Elione Medeiros, Luiz Garcia, José Medeiros, Luis Caldana, Nailson Simões e Durval Cesetti interpretando obras de Schumann, Villa-Lobos, Bach, Nogueira e Ewazen, no auditório da EMUFRN

» Terça-feira, 11
20h - Recital com o clarinetista D. Ray McClellan, Renato Bandel, Eliézer Rodrigues,  Pedro Gadelha, João Luis Areias, Jorge Helder, Bruno Mangueira, Heleno Feitosa e Regiane Yamaguchi e Benjamin Sung. Obras de Bruch, Penderecki, Franck, Stojowski, Bottesini e Cook, no auditório da Escola de Música, UFRN

» Quarta-feira, 12
Edição especial do Circuito Cultural Ribeira

- Casa da Ribeira, às 16h e 18h: O Sapo e a Princesa (musical infantil)
- Centro Cultural DoSol, às 18h30 Grupo Acorde (vocal); e 19h30 Nosso Choro
- Nalva Café Salão, às 17h Trio de Violões Sobressalto; e 19h30 Potiguar Sax Quarteto
- Buraco da Catita, às 17h30 Boa Idéia Trio (guitarra, trombone e percussão); e 19h atrás da Cantina (guitarra e xilofone)
- Armazém Hall, às 18h30 Percumpá (percussão); e 20h30 Jerimum Jazz (big band) e convidados
- Solar Bela Vista, às 17h Duo Riedel-Cesetti (piano e canto erudito); e 18h Rafael dos Santos e convidados

» Quinta-feira. 13
20h - Recital com D. Ray McClellan, Darrett Adkins, Martha Sheil, Eduardo Monteiro, Sergio Barrenechea, John Hollenbeck,
Jorrit Dijkstra, Durval Cesetti e Regiane Yamaguchi. Obras de Carter, Debussy, Mussorgsky, Wagner, Liszt e Mignone, no auditório da EMUFRN

» Sexta-feira, 14
20h - Orquestra da Semana da Música, no auditório da EMUFRN. Regência de Giullaume Bourgogne e obras de Debussy, Roussel, Ravel, Combier, Dukas, Berlioz

» Sábado, 15
20h - Big Band da Semana da Música, no auditório da EMUFRN. Regência de Vittor Santos. Grandes Sucessos da Música Instrumental

* Os ingressos para os concertos realizados na Escola de Música da UFRN serão distribuídos com 30min de antecedência.

NÚMEROS
9 dias de evento
60 recitais
10 mil pessoas é o público estimado
600 alunos participam das oficinas
153 estudantes inscritos de outros Estados
16 Estados participantes 
18 músicos de renome nacional
8 convidados internacionais

Fonte: Tribuna do Norte

Compartilhar: