Pular para o menu
1378926888
Assistência à Saúde

Vitória da categoria: rede de hospitais credenciados à AMS será mantida

Ameaça de paralisação na sede Natal levou à retomada de negociações e fechamento de acordo

11 de setembro de 2013 às 16:14

destaque

Foto: SINDIPETRO-RN

Mais uma vez, a categoria petroleira comprovou que a mobilização é a chave para a manutenção e a conquista de direitos. Diante da notícia de que parte da rede de hospitais credenciados iria suspender o atendimento aos beneficiários da AMS, a partir de 15 de setembro, trabalhadores da sede Natal atenderam ao chamamento do Sindicato e aprovaram, na última segunda-feira, 9, a realização de uma paralisação-surpresa, de 24 horas, em defesa da regularização dos convênios.

Tomada por centenas de trabalhadores, de forma unânime, a decisão de paralisar a sede Natal, certamente, foi fator fundamental para que a Petrobrás, por intermédio dos Serviços Compartilhados, buscasse, rapidamente, estabelecer uma nova rodada de negociação com as instituições hospitalares. E, nesse novo encontro, realizado ainda na segunda-feira, AMS e hospitais chegaram a um entendimento, evitando a suspensão do atendimento.

A Petrobrás, no entanto, jamais creditará a celeridade e a disposição de fechamento de um acordo à mobilização e à disposição de luta demonstradas pela categoria. Em nota enviada aos funcionários na terça-feira, 10, intitulada “AMS: Não haverá paralisação do atendimento”, os Serviços Compartilhados informaram que “o atendimento aos beneficiários permanece regular e não há riscos de paralisação”.

No entanto, de acordo com um comunicado divulgado pela Casa de Saúde São Lucas – uma das instituições hospitalares credenciadas, a suspensão do atendimento chegou a ser decidida (ver imagens abaixo). E, só não foi levada adiante, causando transtornos aos beneficiários, porque a categoria petroleira reagiu prontamente, de forma unitária e decida. Fica, então, a lição: reforçar a unidade na luta é o caminho para conquistas!

 

Compartilhar: