Pular para o menu

Venda

Petrobrás confirma política de desinvestimentos e conclui venda de 34 campos no Oeste Potiguar

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

A Petrobras finalizou segunda-feira (9) a venda de 34 campos terrestres da Bacia Potiguar. Os campos fazem parte da área de exploração de Riacho da Forquilla, localizada no Oeste do Rio Grande do Norte, e foram arrematados em leilão pelo valor de R$ 1,5 bilhão. Para a própria Estatal, conclusão da venda faz parte da política de desinvestimentos da empresa na região.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Deivson Mendes
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Venda da BR Distribuidora atende a interesses do mercado no curto prazo

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
SOBERANIA NACIONAL
Chamada: 
Professor da UFABC avalia que controle da Petrobras poderá ficar com empresas estrangeiras concorrentes

A venda de 30% das ações da BR Distribuidora mostra que o governo Bolsonaro quer que a Petrobras atue, cada vez mais, apenas como empresa privada, sem se preocupar com a soberania e o desenvolvimento do Brasil.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
Publicar no destaque secundário
Compartilhar:

Sindicato confirma ação contra venda de poços maduros do polo Riacho da Forquilha

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Na audiência pública sobre o reaquecimento do setor do petróleo em Mossoró e região, na Câmara Municipal, nesta quinta-feira (11), o secretário geral do Sindicato dos Petroleiros e Petroleiras (Sindipetro RN), Pedro Lúcio, confirmou contestação, em ação na 10ª Vara da Justiça Federal de Natal, da venda dos poços do polo Riacho da Forquilha.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Decisão política de venda das refinarias da Petrobras

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Aprovado já pelos ministros do governo que compõem o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), a Petrobras pretende vender oito de suas treze refinarias em até 24 meses, disse o presidente da petrolífera, Roberto Castello Branco. A estatal já fez divulgação de oportunidades de venda, a qual será realizada em duas etapas.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
UOL Economia
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

"O presidente da Petrobrás mente quando diz que vender refinarias vai baixar os preços", afirma FUP

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) participou nesta quarta-feira (25) de audiência pública no Senado Federal, que debateu a política de preços dos combustíveis pela Petrobras, suas consequências na atração de investimentos em refino, infraestrutura logística e impacto para os consumidores.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Petrobrás apresenta proposta de venda da empresa

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Nenhum direito a menos, foi o grito dos petroleiros durante a reunião de negociação do Acordo Coletivo de Trabalho 2019-2021, que aconteceu hoje no Rio de Janeiro. Em mesa única, com representantes da FUP e FNP, a Petrobrás apresentou sua contraproposta que mal dá para considerar como tal. Mas como um documento que retira direitos e visa acabar com o movimento sindical.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Quais são as perspectivas com a venda das refinarias da Petrobras?

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
Privatização
Chamada: 
Castello Branco: “Minha ideia é ficar com menos de 50% da capacidade do refino"

Desde que assumiu a presidência da Petrobras, Roberto Castello Branco colocou como prioridade da sua gestão a venda de parte do parque de refino da estatal brasileira. Segundo notícia veiculada pela Forbes, em uma de suas primeiras declarações como presidente da Petrobras, Castello Branco, em janeiro de 2019 afirmou que não pretendia se “prender a um programa tímido de venda do refino, [como por exemplo] vender 60% de ‘clusters’(...) restringir compradores. Qualquer um [agente do setor] pode entrar”.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Agência Petrobrás
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
Publicar no destaque secundário
Compartilhar:

Venda da TAG vai a julgamento no STF

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

O ministro Edson Fachin remeteu ao pleno do STF a decisão sobre a venda da Transportadora Associada de Gás (TAG), mas manifestou-se favorável às argumentações apresentadas em ação movida pelos sindicatos dos petroleiros, entre eles o Unificado.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Venda das Refinarias da Petrobrás vai doer no bolso

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

O debate do reajuste do valor do diesel esconde uma maldade, que é a real intenção deste governo, a venda de todas as refinarias da Petrobrás. E a consequência dessa perversidade está em quem vai pagar por uma gasolina e gás de cozinha mais caros: o trabalhador.

Basta analisar a tabela acima para entender que o grande problema está na atual política dos preços dos combustíveis. A variação nestes últimos 3 meses é maior do que foi durante um ano todo, e que também foi alta.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Venda da TAG é ilegal e será contestada pela FUP

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

A FUP irá contestar na Justiça a privatização da Transportadora Associada de Gás (TAG), vendida pela Petrobrás por US$ 8,6 bilhões para o grupo francês ENGIE e o fundo canadense CDPQ. O anúncio foi feito no último dia 05, à revelia da decisão cautelar do Ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), que proíbe a venda de ativos de empresas públicas sem autorização do Legislativo.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:
Divulgar conteúdo