Pular para o menu
1560181884

Petroleiros norte-rio-grandenses rejeitam proposta da Petrobrás e aprovam greve no dia 14

10 de June de 2019 às 12:51

destaque

Foto: Arthur Varela

Reunidos em assembleia geral extraordinária, com sessões deliberativas realizadas no período de 3 a 6 de junho, trabalhadores e trabalhadoras da Petrobrás no RN decidiram se manifestar de forma avassaladora: por 99,66% dos votos, rejeitaram a proposta de Acordo Coletivo de Trabalho apresentada pela companhia, e, por 99,32%, aprovaram participação na greve geral de 14 de junho. 
Sem um único voto a favor da proposta da Petrobrás ou contra a participação na greve geral, as únicas discordâncias registradas resultaram de abstenções. No mesmo processo de consulta, realizado em todas as principais bases administrativas e operacionais da Petrobrás no RN, a decretação do Estado de Greve e a convocação de Assembleia em Sessão Permanente também foram aprovadas com incríveis 99,66% dos votos.
O resultado obtido no RN se soma ao de outras assembleias realizadas pelos trabalhadores e trabalhadoras da Petrobrás de norte a sul do país. Nestas, o que se ouviu em alto e bom som durante a última semana foi um sonoro NÃO à retirada de direitos pretendida direção da Petrobrás.
A extraordinária adesão aos indicativos defendidos pela FUP, FNP e Sindicatos mostra, ainda, que a categoria petroleira está unida e disposta a cerrar fileiras com trabalhadores e trabalhadoras de outros ramos de atividade profissional, na greve geral de 14 de junho, contra a reforma da Previdência.
Compartilhar: