Pular para o menu
1567084569

Sessões realizadas nesta quarta, 28, ampliaram rejeição à contraproposta da Petrobrás

29 de August de 2019 às 10:16

destaque

Foto: Deivson Mendes

Com apenas um voto favorável em três sessões deliberativas, sendo todas realizadas nesta quarta-feira, 28, a terceira contraproposta de Acordo Coletivo (ACT) apresentada pela Petrobrás continua sendo amplamente rejeitada pela categoria. As consultas foram realizadas em Assú e Mossoró, reunindo trabalhadores de folga ou de férias, além de aposentados, e, em Natal, já no fim da tarde, durante o pré-embarque de trabalhadores do Polo Guamaré.

Em Assú e Mossoró, entre outros pontos abordados, o diretor de Comunicação do SINDIPETRO-RN, Márcio Dias, alertou para as ameaças de subtração de direitos. “A nova contraproposta acelera ainda mais o processo de desmonte da Petrobrás, rebaixando direitos conquistados pelos trabalhadores a condições limitadas aos que são regidos pela CLT, já abaladas pela reforma trabalhista”, ressaltou o dirigente.

Além da rejeição à contraproposta de ACT, as sessões realizadas em Assú e Mossoró também aprovaram, por unanimidade, os indicativos de manutenção da negociação coletiva nos pontos divergentes; de prorrogação dos efeitos do ACT atual enquanto houver negociação; e de deflagração de greve, caso a empresa decida retirar algum direito durante o processo negocial.


Hoje

Nesta quinta-feira, 29, serão realizadas mais duas sessões deliberativas da Assembleia Geral: em Guamaré, às 12h00, e em Natal, no auditório do CTGás (SESI), às 15h00. Esta última, objetiva reunir trabalhadores e trabalhadoras de folga ou de férias residentes na cidade, além de aposentados e aposentadas. O calendário de consultas se encerra amanhã (sexta, 30), ouvindo os trabalhadores das Transpetro, em Macaíba.

Compartilhar: