Pular para o menu
1316622950
DUAS SEMANAS

Votação da reforma política em comissão especial será adiada

Adiamento serve para que partidos apresentem proposta conjunta sobre alterações em relação ao texto do relator

21 de September de 2011 às 13:35

A votação da proposta de reforma política na comissão especial da Câmara deverá ser adiada por duas semanas. A decisão foi tomada nesta terça-feira em reunião do relator da matéria, deputado Henrique Fontana (PT-RS), com líderes de sete partidos. O adiamento serve para que esses partidos apresentem uma proposta conjunta sobre o que deve ser alterado em relação ao texto do relator.

A votação do texto estava prevista para o próximo dia 28, mas com as negociações com líderes do PV, PPS, PCdoB, PDT, PSB, PRB e PSC ocorridas na terça-feira, a votação deverá ficar para o final da primeira quinzena de outubro. Fontana disse que a data para a votação da proposta no plenário da Câmara será mantida para a segunda quinzena do mês de novembro, conforme acertado com a presidência da Câmara.

Os líderes desses sete partidos disseram que vão trabalhar para construir entendimento sobre alguns pontos do texto de Fontana: lista partidária, financiamento público de campanha, alteração na distribuição do tempo de propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão e o aumento na forma e nos mecanismos de participação popular nas decisões políticas. A ideia do relator é procurar nas reuniões e conversas buscar o maior número de consensos para a aprovação da reforma política.

Agência Brasil

Compartilhar: